»
Lisbeth, 17.
Minhas palavras são minha alma, e, quando as deixo ir, alguém as segura, como um balão de hélio prestes a fugir do braço de uma criança. E então ele terá um pedaço de mim pairando sobre ele. E então ele me deixará segurar sua mão. E minhas palavras serão minha alma, viajando entre dois.
Que grandes corações eles possuíam.
Vísceras imensas, tripas sentimentais
e um estômago cheio de poesia.
(Carlos Drummond de Andrade)
"Estou naqueles momentos silenciosos em que pouca coisa parece fazer sentido."
Clarisse Lispector.
"E mesmo distante, ela dormiu com a minha voz."
2,672,02 km de você.
"Chego, às vezes, a suspeitar que os poetas, os verdadeiros poetas, são uma espécie de erro de programação genética. Aquele produto que saiu com falha, entre dez mil, um sapato saiu meio torto. O poeta é aquele sapato que tem consciência de linguagem, porque somente o torto sabe o que é direito. Então o poeta seria um ser dotado de erro, donde essa tradição romântica de marginalidade, do poeta como bandido, banido, perseguido."
Paulo Leminski em "O poeta é um sapato meio torto."
"

Como um fantasma que se refugia
Na solidão da natureza morta,
Por trás dos ermos túmulos, um dia,
Eu fui refugiar-me à tua porta!

Fazia frio e o frio que fazia
Não era esse que a carne nos contorta…
Cortava assim como em carniçaria
O aço das facas incisivas corta!

Mas tu não vieste ver minha Desgraça!
E eu saí, como quem tudo repele,
— Velho caixão a carregar destroços —

Levando apenas na tumba carcaça
O pergaminho singular da pele
E o chocalho fatídico dos ossos!

"
Solitário, Augusto dos Anjos. 
"Quando se escreve muito sobre o vazio, você acaba se tornando parte dele."
Juliana Cabral.